Alunos com dificuldades de aprendizagem produzem coleção de livros “Queimadas: entre pedras e histórias”

Publicado em 25/11/2019 às 20:00

Alunos com dificuldades de aprendizagem produzem coleção de livros “Queimadas: entre pedras e histórias”

Foi lançada nesta segunda-feira (25) a coleção de livros “Queimadas: entre pedras e histórias”, que reúne 46 livros autorais, produzidos pelas crianças e adolescentes atendidos pelo Centro Especializado em Aprendizagem – CEA/Incluir. A obra é resultado do Programa de Leitura Compartilhada de Histórias – PRALER, implantado no mês de fevereiro de 2019, com o objetivo de democratizar a aprendizagem da leitura e da escrita junto aos alunos diagnosticados com transtornos de aprendizagem.

Cada livro aborda os múltiplos elementos culturais, naturais, históricos e sociais do município a partir das perspectivas e experiências vivenciadas pelos alunos, com o apoio de seus respectivos pedagogos. Catalogados pela “Editora Lé com Cré”, as obras são compostas por dedicatória do autor, narração ilustrada e biografia dos produtores (autor, escriba e ilustradores).

Ao apresentar o projeto, a coordenadora do PRALER, Cleonice Oliveira, destacou o processo de aprendizado a partir do programa e a elaboração da coleção. O aluno em fase de alfabetização e seu pedagogo/psicopedagogo formam uma dupla leitora (leitor iniciante e leitor mediador), reunindo-se duas vezes por semana para sessões de leitura.

“Nestas sessões o aluno deve ler histórias de vida de sua autoria, fazer o resumo da narrativa, se posicionar sobre o que foi lido e escrever palavras centrais da história. Para isso, trabalhamos com 45 duplas leitoras, sendo mediadores os 15 profissionais integrantes de nossa equipe”, destacou a coordenadora Cleonice. A metodologia do programa PRALER resultou da tese de doutorado da Dra. Sílvia Roberta da Mota Rocha, professora titular da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), que se fez presente no evento.

O prefeito Carlinhos de Tião fez uso de suas palavras para parabenizar todos os envolvidos na consolidação de mais um projeto inovador no município, ressaltando o compromisso de sua gestão com uma educação pública de qualidade para toda a população. A secretária municipal de Educação, Rachel Castanha, por sua vez, destacou os avanços já alcançados na rede municipal de ensino a partir do trabalho desenvolvido no Centro Incluir e das experiências com a disciplina de Educação Emocional.

Após a dramatização de um dos livros da coleção, a diretora do Centro Incluir, Graça Lima, apresentou um breve histórico do Centro Especializado em Aprendizagem e cada criança recebeu um certificado de autoria da coleção de livros “Queimadas: entre pedras e histórias”. Além dos familiares dos alunos e do público queimadense, também o evento também foi prestigiado por representantes das prefeituras de Gurjão e Pocinhos, que vieram conhecer os projetos educacionais exitosos implantados em Queimadas.

Em atividade desde setembro de 2018, o Centro Incluir é um órgão educacional pioneiro no Estado da Paraíba, mantido pela Prefeitura Municipal de Queimadas. Formado por uma equipe de profissionais multidisciplinar, já cuidou de mais de 150 crianças e adolescentes, e suas respectivas famílias. Atualmente, outros 120 alunos estão em acompanhamento.

Imagens
  • livro-incluir-3.jpeg
  • livro-incluir-1.jpeg
  • livro-incluir-2.jpeg
  • livro-incluir-6.jpeg
  • livro-incluir-5.jpeg
  • livro-incluir-4.jpeg
  • livro-incluir-9.jpeg
  • livro-incluir-13.jpeg
  • livro-incluir-10.jpeg
  • livro-incluir-11.jpeg
  • livro-incluir-8.jpeg
  • livro-incluir-12.jpeg
  • livro-incluir-7.jpeg
Tempo
Queimadas - PB
Mín 22ºC
26º
Máx 30ºC
Pancada de chuva a tarde

Mais Lidas