Beleza da paisagem e nível de organização queimadense encantam os turistas do Circuito Som nas Pedras

Publicado em 20/11/2019 às 10:09

Beleza da paisagem e nível de organização queimadense encantam os turistas do Circuito Som nas Pedras

 

A nona etapa do Circuito Som nas Pedras, sediada em Queimadas-PB, no último sábado (19), representou um marcou cultural na história do município. Com o lema “onde o grande palco é a natureza”, o evento foi realizado na Serra das Antenas e surpreendeu o público, tanto com a exuberância das paisagens que fazem jus ao título de Cidade das Pedras, quanto com as apresentações culturais que evidenciaram as tradições locais, e com o alto nível de organização.

Cerca de 300 pessoas, entre moradores do município e turistas vindos de diversos locais do país, prestigiaram o Som nas Pedras, que teve início a partir das 16h e estendeu-se noite adentro. Ambientado em três locais, o percurso teve início às margens da BR-104, onde os participantes puderam escolher entre fazer o trajeto nos transportes disponibilizados pela organização do evento ou caminhar serra acima até o Lajedo do Mirante, palco da primeira apresentação cultural.

No lajedo, o público apreciou o pôr do sol ao som de um repertório musical autenticamente nordestino, executado pela Orquestra do Prima. Em seguida, todos partiram em caminhada até a Caverna da Loca – local conhecido por concentrar um antigo cemitério indígena – e, por último, a Pedra do Vento, onde foram recepcionados pela “Companhia de Projeções Folclóricas Raízes”.

A companhia apresentou um espetáculo pautado nas expressões de fé e devoção enraizadas na história local, como também a influência cultural do cangaço no estilo de vida nordestino. Em seguida, os organizadores do Circuito Som nas Pedras ressaltaram o sucesso do evento e a festa seguiu, com as apresentações do “Coco de Roda Mestre Zé Zuca”, que embalou o público com as rodas do “samba de coco” e do “coco furado”.

A declamação de poesias com o professor Antônio Carlos e a narração da história da Caverna da Loca, com Marone Silva, filha do senhor Otarcio – conhecido por ter residido muitos anos na caverna – apresentaram aos turistas uma breve contextualização da história queimadense. O cantor Hugo encerrou a noite, animando uma grande quadrilha improvisada no alto da serra.

O Circuito Som nas Pedras é uma realização do Governo do Estado da Paraíba em parceria com as prefeituras municipais, com o objetivo de valorizar o potencial natural, artístico e cultural das cidades envolvidas. Antes de Queimadas, já passou pelas cidades de Juru, Matureia, Teixeira, Princesa Isabel, Congo, Monteiro, Cabaceiras e Serra Grande.

O secretário executivo de Estado da Cultura, Milton Dornellas, avaliou o êxito da nona etapa do circuito e já apontou as perspectivas de ampliação do projeto para o próximo ano. “Aqui em Queimadas, diante de um cenário tão belo, a prefeitura está de parabéns, com toda a sua equipe cuidando dos mínimos detalhes, proporcionando este evento que aponta para bons caminhos em 2020. O Governo do Estado já sinalizou a ampliação do projeto, e a tendência agora é crescer, transformar o Som nas Pedras numa rota cultural de fato, a exemplo do que já temos em outras regiões”, destacou Milton.

Uma das turistas que prestigiaram o evento foi Marta Sanches. Ela reside em João Pessoa e está recebendo a visita de seus pais, que vieram da Espanha passar as férias na Paraíba. Ao saber do evento, veio participar com a família e ficou muito satisfeita. “A estrutura está muito boa, estou conhecendo paisagens novas, o festival é muito dinâmico, trazendo música clássica e também musica regional”, disse Marta.

Para a secretária municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Angélica Figueiredo, o evento representa um marco na história do município. “Um evento de grandes proporções, com um impacto turístico enorme para o município. Ficamos muito felizes com as avaliações positivas do nosso público, pois uma coisa é promover um evento normal, e outra é promover uma grande festa em cima da uma serra, possibilitar que as pessoas tenham contato com a nossa cultura de um jeito diferente”, pontou Angélica.

A décima e última etapa do Circuito Som nas Pedras em 2019 será realizada no próximo sábado (23), na cidade de Boqueirão, localizada a 30 KM de distância de Queimadas.

Imagens
  • som-nas-pedras-2.jpg
  • som-nas-pedras-1.jpg
  • som-nas-pedras-4.jpg
  • som-nas-pedras-3.jpg
  • som-nas-pedras-6.jpg
  • som-nas-pedras-5.jpg
  • som-nas-pedras-12.jpg
  • som-nas-pedras-13.jpg
  • som-nas-pedras-11.jpg
  • som-nas-pedras-9.jpg
  • som-nas-pedras-7.jpg
  • som-nas-pedras-10.jpg
Tempo
Queimadas - PB
Mín 22ºC
26º
Máx 30ºC
Pancada de chuva a tarde

Mais Lidas